Parabéns pelo artigo, Ian! Achei ótimas suas colocações e gostei muito da crítica que você teceu sobre meu artigo. Eu concordo e queria só comentar que isso aconteceu mais por descuido meu do que algum motivo negativo ou vontade unilateral de ignorar outras opiniões. Todo artigo é um recorte, mas existem recortes mal feitos e eu deixei essa falha, de fato. Eu deveria ter conversado com os autores de Cangaço Overdrive também e não tenho como justificar essa falha senão como um erro meu mesmo. Com isso, não tenho muito o que dizer senão pedir desculpas e sugerir um próximo texto no mesmo canal dando destaque aos autores nordestinos que estão escrevendo ou publicaram obras do gênero para dar continuidade à conversa e à divulgação. Não sei se ajuda, não sei se é de interesse dos autores, mas penso que pode ser uma forma de tentar reparar esse lapso e de prolongar a conversa de forma mais crítica, inclusive dando voz aos autores que refletiram sobre o tema em resposta ao meu artigo. Enfim, obrigada!

Written by

Brazilian journalist, MA in Semiotics and PhD candidate in Visual Arts. Head of innovation and futurism at UP Lab. Cyberpunk enthusiast and researcher.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store